I M ALIVE

(I’m alive when the music is loud) A música desse post é a que a Globo está usando nas chamadas da Fórmula 1 esse ano. E tem umas 500 versões com clipes no Youtube. Inclusive essa com imagens da carreira do Senna. Eu fui muito fã dele, muito mesmo, de recortar o jornal e guardar as matérias. Nem com bandas de rock eu fiz isso. Imaginem então o quanto eu senti quando ele morreu. Imagine assistir o seu ídolo morrer ao vivo.

Mas o fato é que hoje Senna é um mito. Ele é mais do que qualquer piloto foi, ou será. Prost em números foi melhor, Schumacher é o melhor de todos, Vettel tem mais títulos, Hamilton já tem mais recordes, no entanto nenhum tem esse carácter épico que Senna tinha.

As decisões dos três títulos dele são obras, se alguém fosse imaginar não conseguiria tamanha dramaticidade. No primeiro cai quase pra último precisando vencer a corrida, enquanto seu rival com o mesmo carro vai em primeiro. Cai uma chuva apenas para fazer a diferença, coisa dos deuses do automobilismo. No segundo os dois batem na primeira curva, um troco que Senna guardou durante um ano, no melhor estilo “a vingança se como fria”. No terceiro ele larga na pole, deixa seu companheiro sair na frente, pra ficar segurando o rival até que o mesmo perde a cabeça e bate. Que sangue frio!!!

Fora outras conquistas como o primeiro Gp do Brasil, apenas com a sexta marcha. Tudo é épico, não foi o melhor, mas com certeza foi o mais fantástico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *